Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

Uma Macaca na Cidade (8)

O melhor do Natal…

 

… é o pequeno-almoço do dia 25.

 

Não me interpretem mal! Adoro o bacalhau no jantar de 24, as gargalhadas, beijos e abraços na abertura dos presentes e o borrego à mesa no almoço do dia de Natal. Mas, aquele momento em que acordo e a casa (que na noite anterior estava cheia de gente) está vazia, silenciosa, ainda se sente o calorzinho (e o cheirinho) da lareira já em borralhos e a mesa ainda (já!) está posta proporciona-me uma satisfação inigualável.

 

Faço um (balde de) café a fumegar para acompanhar aquelas iguarias que já são “restos” da véspera, sem o serem… Ele é coscorões, ele é azevias, ele é bolo-rei ou uma qualquer outra iguaria que, por ser Natal, o estômago não leva a mal (e espero que a Liliana Janicas também não!).

 

Outro momento delicioso – que estou tentada a implementar como tradição familiar, so help me God – … é o passeio pós-natalício por Lisboa, à laia de turistas na própria cidade.

 

Deixar o carro estacionado à porta de casa e partir para o centro de transportes, sem grande rumo. Este ano, uma conjugação especial de fatores tornou o passeio especialmente agradável. O facto de as nossas empresas nos terem dado o dia 26 e o sol de inverno que inundou este Natal e que fez com que estivesse um daqueles dias em que a luz de Lisboa não desilude. Cirandámos pela Wonder Land, mas como temos um filho muito pouco afoito (nada de roda gigante, nem sku – sky? –, nem patinagem…), a visita foi rápida… Ainda quis comer um algodão doce, mas adivinhem quem acabou por comer quase tudo? Pois claro, aqui a je… (o que vale é que a esta altura a Liliana Janicas já não me está a ler). Que enjoo! Não me recordava nada a que sabia o algodão doce, mas hoje posso afirmar com toda a certeza que sabe a açúcar e corantes.

Collage_Fotor.jpg

thumbnail_20161226_154110.jpgAs latas de sardinha dos anos de nascimento dos meus filhos, que comprámos em O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa

 

Foi na Baixa que encontrámos grandes surpresas… A maior de todas: a decadência agridoce que se instalou no coração da cidade. Agridoce porque tem tanto de bela, quanto de dura. A destacar, também, algumas mudanças, nomeadamente em termos de lojas “para inglês ver”. É o caso da O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa onde está o circo montado (literalmente!), para sacar uns trocos aos turistas e aos tugas também, vá (já estão a ver de quem estou a falar não é?)... A Time Out tem um excelente artigo sobre esta loja se quiserem saber um pouco mais podem ler AQUI

 

Tenho ainda a registar uma novidade daquelas boas, mesmo boas, na Rua de São Nicolau: o espaço Nicolau Lisboa. Green na decoração e no coração. Vale mesmo a pena a visita! O bolo de alfarroba e framboesas é assim uma coisa do outro mundo.

 

Na viragem de mais um ano, a mudança impõe-se… Como tal, não deixem de ir espreitar as novidades no coração da nossa Lisboa.

Logo Macaca.jpg

 

Pós-Natal. Todos de férias MENOS eu!

Olá olá, estou quase desaparecida em combate ... sim, está mesmo a ser um combate!! Só assim para começar em grande: a família está de férias o que faz com que eu tenha o triplo do trabalho! Calculo que a Bimby, a torradeira e a máquina de lavar loiça devam estar mais que fartas de férias de Natal! Já estou a prever que, depois destas festividades todas, uma delas vai precisar de manutenção! (Queridas aguentem-se. Há sempre resistência para mais uma voltinha!)

 

Portanto, há toda uma casa povoada. Reboliço. Confusão. Filas de carros e bonecas no corredor nas quais eu, inevitavelmente, tropeço e digo um palavrão. As crianças pedem comida de duas em duas horas! Eu mando-os escolher o que querem tal é a diversidade de bolos! A toalha da mesa da cozinha deve estar no limite da paciência! Eles correm, saltam, pulam, brincam e gritam como se fossem dez pessoas! Ainda tenho sobras de bolos e doces mas já não consigo comer mais nada daquilo! Há etiquetas de roupas e brinquedos por todos os cantos da casa. Quase de certeza que vou precisar de algum talão para trocar qualquer coisa que, entretanto já deve ter ido para o lixo! Cenário típico da confusão. 

smiley-1876327_960_720.jpg

À semelhança do que acontece sempre, quando estamos todos em casa de férias, eu fico sem acesso ao computador! Todos usam e abusam do meu pequeno bichinho! Quando tento aproximar-me dele, alguém me empurra e passa à frente! Sinto-o violado!

 

Bem vistas as coisas, por estes dias de "férias", sinto-me reduzida à minha condição de dona de casa. Acredito que iria fazer-me bem uma pequena ida aos saldos ... A ver. A ver! Da maneira que estou com os nervos em franja ainda me envolvo numa cena de pancadaria com uma tiazorra na Zara do Cascaishopping e sou notícia de abertura do CM Jornal. Tudo pode acontecer. O ano ainda não acabou!!! 

 

Da aldeia para o mundo ...

natal1.gif

Desejo a todos os meus queridos seguidores, família e amigos um Santo e Feliz Natal com muita alegria, saúde e união. Que esta quadra vos permita passar bons momentos em família rodeados de muitos presentes, muitos doces e acima de tudo muito amor 😍😍😍!

Foi assim que aconteceu ...

Esta semana fizemos acontecer a iniciativa "Ser Mais Solidária" da minha amiga Sílvia. Para muitos de nós foi a primeira vez como voluntários neste tipo de ação mas, modéstia à parte, correu muito, mas mesmo muito bem! Superámos todas as expectativas! Nem a Sílvia esperava conseguir mobilizar tantas pessoas e, essencialmente, tanta generosidade. Conseguimos entregar no CASA - Centro de Apoio ao sem-abrigo roupas e um número de refeições muito superior ao previsto inicialmente! Tudo isto graças ao apoio de uma centena de pessoas. Deixo os meus sinceros agradecimentos a todos os que contribuíram para que esta iniciativa fosse um sucesso e aos que, como eu, se deixaram envolver no espírito solidário. 

 

Confesso que quando a Sílvia me desafiou para integrar no grupo que, na noite de 21, iria fazer distribuição de comida e roupas aos sem-abrigo, respondi-lhe com um "nim". Tinha sérias dúvidas relativamente à minha resistência psicológica para acompanhar de perto uma realidade tão violenta! Mas, a partir do momento em que decidi que alinhava, tudo fiz para ser forte! 💪

 

Bem, mas vamos por partes ... Na terça feira (20) à noite juntamo-nos na Sociedade de Negrais para separar as roupas por géneros e tamanhos (fizemos o possível dada a confusão 😁)! Ao lado, no renovado Centro de Dia, preparavam-se as refeições para o dia seguinte. Ficam os registos fotográficos desta intensa semana ...

 

 

 

Hélder Rodrigues rumo ao Dakar 2017

A pouco mais de dez dias do rali mais exigente do mundo, Hélder Rodrigues, o piloto oficial da Yamaha, irá fazer a sua 11ª participação neste Dakar 2017. Esta edição terá como palco a América do Sul e passará por Paraguai, Bolívia e Argentina de 02 a 14 de Janeiro. 

 

O Hélder é o piloto com mais presenças nesta prova rainha de todo-o-terreno. Até hoje conseguiu sempre terminar todas as provas em que participou. Portanto, este ano, e porque já nos habitou a bons resultados, espero que todas as "estrelinhas" o guiem e o façam ter um desempenho ainda melhor. Como ele diz "o objetivo é o melhor resultado de sempre". Contudo, as adversidades irão ser mais que muitas. Falamos de deserto, calor, pó, pistas sinuosas, falta de ar e dores de cabeça (mais de 3500m altitude). Falamos de nove mil quilómetros de obstáculos e de imprevistos que fazem da edição deste ano uma das mais emocionantes e exigentes de sempre. 

DSC05063.jpg

 

 

 

Visita ao CASA - CENTRO DE APOIO AO SEM-ABRIGO

Esta semana eu e algumas pessoas aqui da aldeia vamos fazer voluntariado pela primeira vez no âmbito da iniciativa da Sílvia "Ser Mais Solidária". Hoje à noite vamos juntar-nos na Sociedade de Negrais para a separação de roupas/bens alimentares angariados durante estes dois últimos meses e preparar as refeições que nos comprometemos a distribuir amanhã à noite aos sem-abrigo. Vamos inseridos no grupo de voluntários da CASA APOIO AO SEM-ABRIGO, delegação de Sete Rios, e contribuir com o nosso mehor 😉! 

 

Ontem apanhei boleia da Sílvia e conheci o CASA - Centro de Apoio. Falámos um pouco com a responsável da associação, Conceição Loureiro, sobre como organizam o apoio aos sem-abrigo e às famílias carenciadas todos os dias do ano

thumbnail_P1011001.jpgEu e a Sílvia, e a juventude que está de férias 😉, com Conceição Loureiro, diretora técnica da associação.

 

 

 

 

Uma Macaca na Cidade (7)

O NATAL NA CIDADE 

 

Há quem diga que o Natal tem muito mais brilho quando se tem uma “terra” onde ir passá-lo. Eu isso não sei, porque desde que sou gente que o meu Natal é passado na cidade… Mas, posso assegurar que nem por isso é menos Natal. 

 

O Natal na cidade são as iluminações nas ruas e o cheiro a castanhas assadas. São as enchentes nos centros comerciais e o caos no trânsito. São os transportes cheios de pessoas com malas (porque também há pessoas que vêm da aldeia passar o Natal à cidade!) e embrulhos. São mercadinhos com produtos artesanais. São coisas boas de comer por todo o lado. Ações de solidariedade que se multiplicam. São os sem-abrigo. É a solidão mais vincada nos olhos de quem todo o ano a tem por companhia… 

 

O meu Natal é e sempre será Família. O presépio, a árvore e cada vez menos presentes, mas cada vez mais gratidão e partilha. O meu Natal é a festa da escola do meu filho. O brilho nos olhos dele. As bolachinhas que fazemos em família para a professora. O meu Natal são muitos colos para a bebé Maria e sorrisos à lareira. 

 

Não se iludam, o verdadeiro Natal acontece dentro dos nossos corações. E à mesa. O meu Natal acontece à mesa, com bacalhau e borrego. Com as melhores azevias e coscorões que a vizinha do lado faz e nos oferece todos os anos. Com arroz doce da avó Maria e salada de frutas da mãe Alice. E com um bolo de aniversário partilhado por duas das pessoas do meu núcleo duro. 

 

O meu Natal cheira a açúcar e canela. E brilha entre tantos outros Natais da cidade. 

 

FELIZ NATAL (na cidade, na aldeia ou onde quer que se encontrem).

 

Logo Macaca.jpg

 

Pág. 1/3

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D