Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

Bom Ano

Votos sinceros de um excelente 2016 para família e amigos.

Que seja um ano positivo, de somas, de conquistas e concretizações. 

Que não me falte ideias, opiniões e desabafos para partilhar com os meus leitores. 

happy-new-year.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Hélder Rodrigues no Rali Dakar 2016

O Hélder Rodrigues, também ele um rapaz na aldeia, é um exemplo de perseverança, de garra, de esforço e dedicação ao desporto. 

Tenho tido oportunidade de assistir de perto à sua evolução enquanto piloto de ralis e garanto-vos que os esforços têm de ser obrigatoriamente reforçados quando se pretende alcançar este nível. Os mais curiosos podem espreitar a sua página aqui para terem uma ideia do percurso do "Estrelinha", como é chamado pelos amigos da aldeia.

O Hélder é natural de uma aldeia vizinha e "namorido" da minha prima, daí a minha proximidade e voto de apoio! Neste altura do ano, o rapaz está focado no Dakar e só no Dakar, tudo o resto é pensado e resolvido depois do rali. 

Os meses que antecedem a prova "rainha" de todo-o-terreno são passados a treinar intensamente o físico, a fazer testes de desenvolvimento da moto e a ajustar tudo o que uma participação no rali Dakar implica.

Neste momento, o Hélder já anda pela América do Sul a preparar-se para a competição que, este ano, passa pela Argentina e Bolívia entre os dias 3 e 16 de Janeiro. 

Aos nove portugueses que vão estar presentes nesta grande maratona e ao Hélder, em particular, desejo toda a sorte do mundo.

Que a altitude passe despercebida e os novos motores vos deixem brilhar. 

 

Yamaha com Helder Rodrigues em Milao_05.jpg

                                                         Apresentação da moto em Milão

1470109_10153379749622615_3283017157821704756_n.jp

                                   A bichinha que ele vai pilotar... uma Yamaha WR450F Rally

 

11138127_10153010004147615_7055573914919144258_n.j

                                  Hélder com o alto patrocínio da Yamaha e da Red Bull!!

 

 

 

 

 

Trocas e Saldos...Socorro

Hoje tive a infeliz ideia de fazer algumas trocas de presentes, nomeadamente de roupas de tamanho xs que por muito azar o meu, ficam-me literalmente a cair (esta matéria terá lugar num outro post, depois das festas, ok?).

Arrisco-me a dizer que foi a pior iniciativa do mês, por uma série de razões chatas e desagradáveis aqui para a rapariga impaciente. 

Mas porquê? perguntam os mais curiosos.

Por motivos vários: o trânsito em Lisboa estava caótico, fortemente ajudado pela chuva, a calçada portuguesa molhada, logo escorregadia, logo não levei um sapato apropriado! Não havia lugares para estacionar o carro, os funcionários da EMEL com trabalho até às orelhas. Havia sempre a opção do parque do El Corte Inglês mas convenhamos, é em espiral e caro! A minha vontade muitas vezes, no centro de Lisboa, é arrumar o carro no meu bolso e ir à minha vidinha. Aqui na aldeia, não há essas preocupações, tudo se faz mais rápido e estacionar nunca é um problema. 

Bem, mas este post não é para falar do estacionamento em Lisboa, nem pensar! Adiante...

As lojas estão cheias de artigos desarrumados, visivelmente mergulhadas no caos. Na minha modesta opinião, esta confusão tem que ver ainda com a euforia das compras de Natal, da qual as lojas ainda não estão recompostas, e esta entrada no período de saldos. Tudo isto misturado é igual ao que eu vi hoje, um verdadeiro salve-se quem puder! 

A Zara estava ao rubro, cheia de gente com milhares de cabides pendurados nos braços. Pela primeira vez, trouxe roupa sem experimentar pois a fila para os provadores desencorajou-me. Tive exactamente a mesma sorte na hora de pagar, trinta minutos de fila, só, coisa pouca para pessoas serenas, não para mim!

Os meus filhos recusaram-se a entrar na Zara (nem sabem do que se livraram), eles como são dois ganham muita força e tenho sempre de pensar em alternativas. Desta vez a escolha foi ficar dentro do carro a brincar, com o pai, parados em segunda fila! Foi o possível... vivi este momento sozinha sem a ajuda dos meus!

O pior é que poderá ser preciso voltar a trocar a roupa que comprei.... não sei... ainda não a experimentei!!!

 

Aquilo que eu não fiz

Há qualquer coisa no Tiago Bettencourt que me faz gostar de ouvir as suas canções.

 

Talvez seja a abundância de palavras nas letras conjugada com o modo ímpar como as interpreta. A verdade é que tenho alguma dificuldade em decorar as canções e ainda assim insisto em acompanhar o registo. Tento sempre ouvir bem alto e com muita atenção para conseguir dizer "...raízes quadradas de somas subtraídas..." no momento certo!!!

 

Quando acho que sou a pior do mundo e que há uma conspiração contra o meu ser, atiro-me de cabeça à canção "Aquilo que eu não fiz". Quando termina, sinto que desabafei e a vida continua!

 

Ora atentem:

 

 

 

A Rapariga no Natal

Este Natal, à semelhança de tantos outros, decorreu dentro da normalidade e do tradicional ou seja, mais uma vez houve enfardamento, mesmo! Hoje estou com a sensação que abusei nas entradas, nos pratos principais, nas sobremesas, na água, no vinho! Até acho que não fui comedida na hora de por perfume!

Todos os anos penso que o próximo Natal vai ser diferente em matéria de misturas, que tem de haver regras e mais discernimento na hora de usar um prato gigante para as sobremesas!

O meu pequeno organismo tem uns dias para recuperar de tamanhas atrocidades e depois.... e depois "mete-se" a passagem do ano, que considero não menos agressiva para a minha cabecinha. 

 

Bem, mas à parte de todos estes excessos que insisto em não abdicar, o Pai Natal trouxe muitos presentes até à minha casa. Esqueceu-se de alguns dos meus pedidos, mas isso foi um pormenor sem qualquer importância, uma vez que acudiu aos desejos dos meus filhos e eu vi-os vibrar e gritar de alegria.

A minha pequena Maria falou russo, moldavo ou ucraniano (não sabemos) enquanto abria os embrulhos, tal era a euforia. Ela devia estar com sérios problemas em construir frases que exprimissem o que estava a sentir, de maneira que saíram palavras desconhecidas da família!

O meu pequeno Francisco, que por norma quer sempre mais, mais e mais, este Natal não fugiu à regra e depois de abrir todos os presentes pediu MAIS. Um insatisfeito este meu pequeno. 

 

A verdade é que este ano o Pai Natal foi muito generoso com as crianças pois sabe que o esforço e o empenho escolar devem ser recompensados. O filho mais novo ansiava por este momento para ter as suas tartarugas ninja que fazem uma série de acrobacias e os Invizimals; a filha mais velha ambicionava as bonecas Bratz e um quadro para brincar às professoras. O Pai Natal lembrou-se ainda de oferecer a PlayStation 4, chegou em modo "a rainha da noite" e claramente que está a fazer as delícias das crianças e do pai das crianças. Receberam roupas que, para eles, não conta para estatística! Só quem dá o devido valor a roupa sou mesmo eu!

 

Aqui a rapariga fica sempre muito feliz quando recebe maquilhagem, perfumes e cenas para se "kitar", de maneira que este ano foi fértil nestes artigos. Confesso que senti falta de desembrulhar um livrinho, mas o Pai Natal deve saber que As Flores de Lótus têm cerca de seiscentas páginas e ainda só li duzentas! Foi simpático e não quis pressionar-me!!!

 

Espero que no próximo Natal se repitam todas estas proezas, sempre recheadas de vontade de celebrar.

Que continue a existir um verdadeiro conflito de gerações entre mim e a minha mãe que tem a mania que sabe cozinhar melhor do que eu! 

 

Boas Festas

Desejo que esta quadra natalícia seja repleta de harmonia e amor: para mim, para os meus (família e amigos) e para os mais recentes leitores da Rapariga na Aldeia. 

Haja alegria, crianças em euforia e muita confusão na hora de abrir os presentes!!!

feliz natalM.png

 

 

 

Carta ao Pai Natal

Querido Pai Natal

Prometo ser mais generosa, compreensiva, simpática, educada, gentil, paciente e prestável. 

Ser mais moderada na compra de malas, sapatos e maquilhagem e não convencer outros a fazê-lo. 

Aprofundar o livro da Bimby para encontrar alternativas aos douradinhos com arroz ou ao arroz doce. 

Retribuir com um rasgado sorriso a uma valente birra dos meus filhos, mas daquelas mesmo grandes, as que conjugam fome com sono, costumam ser imbatíveis! 

Estar mais disponível para o amor, provavelmente isto implica abandonar os meus pijamas vintage e pôr um batom sedutor! 

Ser mais civilizada no trânsito, aceitar que há pessoas mais serenas a conduzir do que eu!

Manter os meus ricos filhos limpinhos, cheirosos e bem aperaltados. Ele de camisa, pólo e calça chino, ela de vestidinhos de tons alegres e de laçarote a condizer. 

Conservar a minha casa sempre limpa e organizada, repleta de velas perfumadas.

Basicamente prometo levar um vidinha by the book.  

Querido Pai Natal, agora a bola está do teu lado. Para o caso de teres dúvidas quanto à recompensa por tudo aquilo que ambiciono ser, posso avançar que adoro escultura. Há sempre lugar para mais uma na minha casa e no meu coração.

 

carta-ao-meu-ex.html.jpg

 

 

 

 

 

Palavras Cruzadas

12390948_10153859828474617_1362974073832796712_n.p

Segundo a Vanda Miranda, hoje é dia das Palavras Cruzadas. Parece que estimula a actividade mental e, entre outras coisas, melhora a memória.

Conheço uma rapariga, tão viciada mas tão viciada em palavras cruzadas que, se não fizer aos sábados às 17h, há todo um fim de semana arruinado!!!!

 

Jantar de Natal

O restaurante escolhido para o jantar de Natal das amigas da aldeia foi o Estoril Mandarim no Casino Estoril e foi simplesmente FANTÁSTICO.

Confesso que a ideia de jantar num restaurante chinês pareceu-me desadequada mas rapidamente percebi que tinha sido a melhor opção.

Adorei o espaço, a qualidade do atendimento (o chefe de sala teve muita paciência para o grupo, mesmo!), a variedade de iguarias, parece que a carta enumera cerca de 100 pratos mas o responsável orientou-nos e sugeriu seis ou sete pratos para que todas degustássemos os diferentes sabores. O mesmo aconteceu com as bebidas e sobremesas. 

O ambiente era tranquilo e a vista soberba sobre os jardins do Casino. 

Tudo me fascinou naquele espaço. Não era nada disto que eu esperava de um restaurante chinês!  

DSC04047.jpg

 

DSC04045.jpg

 

Fui presenteada com uma esferográfica. E o que eu adoro! Hoje em dia, vibro com o regresso às aulas dos meus filhos só para ter uma desculpa para comprar mais canetas!!! Obrigada pelo miminho, de coração, e obrigada é Merci!

No próximo ano prometo não falhar e levar lembranças às amigas pouco secretas. 

Depois do jantar segui-se uma visita ao Casino, não para tentarmos a nossa sorte mas para fazer tempo para ir à discoteca Jézebel.

Apesar de já não ir a uma discoteca há alguns anos, senti-me bem e integrada como se tivesse lá estado no fim de semana passado.

A única questão que ficou no ar foi o facto de não haver malibu limão. Até hoje estou sem saber se já caiu em desuso e eu estava a pedir uma bebida da moda em 2001 ou se deixaram acabar o stock e não repuseram por falta de procura.

Assim sendo, bebi o possível e dancei músicas dos idos anos 80. Outro pormenor que me surpreendeu!

 

Cheguei a casa cheia de histórias para contar: desde o facto de ter ir ido a um restaurante chinês, às músicas da M80, às operações stop que contornámos. O homem estava claramente num registo diferente, dada a hora, e não estava com disponibilidade paciência para me ouvir, só me disse "agora tenta dormir, eu depois leio lá no teu blog!"

12398919_994107270637122_1897961229_n (1).jpg

   A Rapariga nos retratos, claramente a precisar de um curso de Photoshop! 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pequenos Dramas da Rapariga

 

Sabes que tens de pensar num novo IPhone quando é o único da aldeia que não tira selfies

 

Sabes que tens de repensar o social quando não podes ir a um jantar de Natal e ouves "és sempre a mesma!". SAI DA TOCA ZÉ SAI DA TOCA ZÉ!

 

Sabes que tens de estabelecer prioridades quando a mãe liga a pormenorizar as horas, minutos e segundos que não vê os netos!

 

Sabes que podes estar a ser uma mãe negligente quando, em dias de frio e chuva, a irmã liga a confirmar se os meninos levaram casaco de penas, galochas, guarda-chuva, gorro, cachecol e luvas!

 

Sabes que tens de pôr um pouco de ordem no automóvel porque o fim de semana está à porta e o homem vai fazer comentários esquisitos sobre a quantidade de lenços de papel usados!

 

Sabes que estás a descurar as tarefas domésticas quando forças a entrada de roupa suja no cesto e o da roupa lavada tem de ser encostado a uma parede para que não desmorone!

 

Sabes que tens de te actualizar quando o afilhado de 15 anos pede uma cena que não sabes em que secção da FNAC procurar! 

 

Sabes que precisas de tempo para ti quando vês no espelho cabelos pretos, brancos e amarelos, uma sombra suspeita no buço e uma só sobrancelha!

 

Sabes que deves repor hábitos de leitura quando o marcador está na mesma página há uma semana!

 

Sabes que a filha mais velha está a aproximar-se de terrenos pantanosos quando quer ouvir Justin Bieber, so-zi-nha!

 

Sabes que tens de participar em workshops de cozinha quando os miúdos perguntam se o jantar é outra vez douradinhos com arroz!

 

Sabes que tens mau feitio quando ficas irritada com mensagens do Continente!

 

Sabes imenso sobre ti, só não sabes como desenrolar o novelo!

 

Pág. 1/2

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D